Universidade gratuita e Cultura são temas de Encontro em Casa Branca

Encontro reúne lideranças políticas em Casa Branca

O município de Casa Branca recebeu o encontro regional de lideranças políticas com a presença do vice-governador Márcio França, também secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, do deputado estadual Chico Sardelli e do secretário adjunto da Secretaria Estadual da Cultura, Romildo Campello.

O evento foi realizado na Câmara Municipal, com a presença de cerca de 200 pessoas, representando 20 municípios. O prefeito Marco Cesar Agar e o vereador Minhoka (PV) foram os anfitriões. O objetivo desses encontros, já realizados em outras regiões do Estado, é aproximar o governo do interior e tomar conhecimento das reais demandas das cidades.

O projeto de expansão da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) foi tema central do evento, já que vários municípios da região foram classificados para ser polo da instituição. O diretor administrativo da Univesp, Ricardo Bocalon, deu mais detalhes aos prefeitos sobre os próximos passos para concretizar a instalação da universidade. Até o dia 17 de novembro as Prefeituras devem definir o endereço do polo. Em seguida, escolher quais cursos superiores vão oferecer, entre pedagogia, matemática, engenharia de produção, engenharia da computação e tecnologia em gestão pública. Os municípios menores podem começar com dois cursos.

Os polos devem estar prontos na segunda quinzena de janeiro de 2018, já que o vestibular acontecerá dia 21 de janeiro, nas próprias cidades. Bocalon citou que em agosto passado foram geradas mais 16 mil vagas pela Univesp. Para janeiro de 2018 serão abertas mais 35 mil vagas, atendendo 160 municípios. O projeto de expansão prevê ainda 70 mil vagas para o segundo semestre de 2018, 140 mil vagas em janeiro de 2019 e 280 mil vagas em julho de 2019.

O diretor comentou que, nos municípios onde a Univesp já está está funcionando, 86% dos alunos vieram do ensino médio estadual e a média de idade dos alunos é de 25 a 41 anos. “São pessoas que ainda não tinham conseguido estudar e encontraram na Univesp a oportunidade de fazer o curso superior. É uma universidade pública, gratuita e de qualidade, com professores da USP, Unesp e Unicamp. Por ser ensino à distância, o aluno pode se adaptar ao seu horário, sua rotina. A universidade é virtual, mas para a comunidade é presencial, porque o polo está aberto todos os dias”.

O deputado Chico Sardelli foi o intermediador junto ao governo da Univesp para 55 municípios. “Muitas famílias que não tiveram chance de ver seus filhos cursando uma faculdade agora encontram essa oportunidade na Univesp. Há um grande entusiasmo nas cidades que serão polo dessa universidade, a maior do Brasil em ensino à distância. Também venho pedir um olhar especial do governo por esses prefeitos e vereadores. O interior ajuda a construir o Estado de São Paulo e precisa dos serviços públicos, da ajuda do Estado”, ressaltou.

Ele comentou ainda a gestão do secretário estadual da Cultura, José Luiz Penna, e do secretário adjunto, Romildo Campello, que têm aberto as portas para os municípios, liberando kits livros para as bibliotecas e oficinas culturais. Romildo informou que dois novos projetos estão em implantação, que são o Proac para os municípios e o “Filma São Paulo”, incentivando a produção de filmes nas cidades.

O vice-governador fez uma análise do momento político e econômico do país, da força do Estado de São Paulo e acredita na retomada do crescimento em 2018. Também falou da importância da parceria com “bons deputados e prefeitos para a implantação de projetos como a Univesp”. Completou ainda: “Estamos usando a tecnologia e a modernidade em benefício da educação. Hoje os jovens têm mais facilidade em fazer cursos à distância, pois usam bastante computadores e internet. Estamos oferecendo o que tem de melhor no Brasil”, destacou.

Chico Sardelli

About Chico Sardelli

  •  

Leave a Comment